«Voltar

O RELATO DE ALABAD de Nuno Pino Custódio

 

SINOPSE

Decorre o ano de 1147. D. Afonso Henriques, auxiliado por cruzados em trânsito para a Terra Santa (Segunda Cruzada), cerca e conquista Lisboa aos mouros. Partindo de relatos ocidentais, recria-se o ponto de vista do “lado de lá”, o dos muçulmanos, através da crónica de Alabad bin Muhammad Almançor, arqueiro e poeta. Fugido de Santarém (tomada de assalto pelos portugueses meses antes), Alabad e o seu irmão Youssef são acolhidos por um tio lisbonense, procurando aí recomeçar as suas vidas. Mas a esperança de uma vida feliz, numa cidade florescente e muito populosa, em breve se transformará numa tormenta, quando os cristãos chegam às portas da cidade para conquistá-la. O cerco, que durará quatro longos meses, vai obrigar os habitantes de Lisboa a viverem entre o limite das suas forças, tendo a fome e a peste como pano de fundo, e a necessitarem de continuar a enveredar esforços para repelir o invasor. Na tradição dos contadores de histórias e com acompanhamento musical-sonoro ao vivo, Alabad desdobra-se em inúmeras personagens e situações trágico-cómicas, descrevendo e confidenciando com palavras e gestos a perda de uma das mais importantes cidades comerciais do Al-Gharb Al-Andaluz, a parte da Península Ibérica controlada pelos muçulmanos. Já conhecemos alguns relatos de testemunhas presenciais do mesmo acontecimento. Agora temos este, vindo do outro lado e chegado dos céus; tão verdadeiro e tão falso quanto os restantes que aqui ficaram, na Terra.

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Texto Nuno Pino Custódio | Encenação Miguel Seabra Interpretação Nuno Pino Custódio, Fernando Mota Espaço Cénico e Figurinos Marta Carreiras Música Original e Espaço Sonoro Fernando Mota Desenho de Luz Miguel Seabra Fotografia e Vídeo Pedro Sena Nunes Assistência de Encenação Daniel Martinho Apoio Vocal Rui de Luna Taiji Qi Gong Pedro Rodrigues Realização de Figurinos Mestra Teresa Louro, Natália Ferreira e Palmira Abranches Design Gráfico João Nuno Represas Operação Técnica Ulisses Sena Montagem Ulisses Sena e Robert Fuchs Consultadoria Jurídica Diogo Salema da Costa Assessoria de Imprensa Joaquim René Produção Executiva Narcisa Costa Produção Associação Meridional de Cultura Agradecimentos Helena Reis Silva, Ana Lúcia Palminha, Khalil Alnajjar, José Rui Silva, Rui Rebelo e Associação Roda Pedaleira

«Voltar

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.