«Voltar

DELÍRIOS DELL'ARTE - VERSÃO PANTALLONE de Mário Botequilha

 

SINOPSE

Passa-se numa Feira, nos arredores de uma grande cidade. Entre a roulote das farturas e a barraca de louça de barro e fogareiros, dois actores preparam o terceiro espectáculo do dia. É uma peça de Commedia dell'Arte, representada há muitas gerações, em muitas feiras de todo o mundo, mas sempre da mesma maneira: Columbina e Zanni são os criados de Pantalone, um homem que, de moedinha em moedinha, fez fortuna. Columbina e Zanni namoram há dez anos e, pelo menos para ela, parece ter chegado o momento de casarem. Entretanto, Isabela e Octávio apaixonam-se perdidamente à primeira troca de olhares e suspiros. Mas Isabela é filha de Pantalone e Octávio é de uma família rival. Quando todas as personagens parecem ter encontrado a felicidade para logo a seguir a perderem, eis que tudo se encaminha para um final próprio da Commedia dell'Arte.

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Concepção Miguel Seabra e Natália Luíza | Texto Mário Botequilha Direcção Cénica Miguel Seabra Assistência de Direcção Natália Luíza Interpretação Carla Maciel e Dinarte Branco Cenografia e Figurinos Marta Carreiras Máscaras Nuno Pino Custódio Desenho de Luzes Miguel Seabra Espaço Sonoro José Pedro Caiado Realização de Figurinos Olga Amorim Realização de Cenografia José Manuel Rodrigues Fotografia Pedro Sena Nunes Realização Gráfica João Nuno Represas Direcção e Operação Técnica José Rui Silva Consultadoria Jurídica Diogo Salema da Costa Produção Executiva Mónica Almeida e André Pato Produção Associação Meridional de Cultura

«Voltar

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.