«Voltar

DELÍRIOS DELL'ARTE - VERSÃO DOUTOR de Mário Botequilha

 

SINOPSE

Este espectáculo passa-se numa Feira, nos arredores de uma grande cidade. Entre a roulote das farturas e a barraca de louça de barro e fogareiros, dois actores preparam o terceiro espectáculo do dia, uma peça de commedia dell'Arte representada há muitas gerações, em muitas feiras do mundo inteiro. Colombina e Zanni são os criados do Doutor, um homem que discorre com enorme facilidade sobre o assunto mais intricado. Namoram há dez anos e, pelo menos para ela, parece ter chegado o momento de casarem. Entretanto, Isabela e Flávio apaixonam-se perdidamente à primeira troca de olhares esuspiros. Mas Isabela é filha do Doutor e Flávio é de uma famíliarival. Quando todas as personagens parecem ter encontrado a felicidade para logo a seguir a perderem, eis que tudo se encaminha para um final próprio da commedia dell'Arte.

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Concepção Teatro Meridional | Texto Mário Botequilha |  Direcção Cénica Miguel SeabraAssistência de Direcção Natália LuízaInterpretação Carla Maciel e João Ricardo | Cenografia e Figurinos Marta CarreirasMáscaras Nuno Pino Custódio | Desenho de Luzes Miguel SeabraEspaço Sonoro José Pedro Caiado | Realização de Figurinos Olga Amorim | Realização de Cenografia José Manuel Rodrigues | Fotografia Pedro Sena Nunes e Pedro Macedo | Realização Gráfica João Nuno Represas | Direcção e Operação Técnica José Rui Silva | Consultadoria Jurídica Diogo Salema da Costa | Produção Executiva Mónica Almeida e André Pato | Produção Associação Meridional de Cultura | Agradecimentos Filipe Crawford, Mário Jorge (Papa Léguas), Teresa Faria, António Plácido, Fernando Guerra (RDP) e Escola Superior de Teatro e Cinema.

«Voltar

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.