GMP

 

GENTE MUITO PERTO

 

 

SINOPSE

Gente Muito Perto* é um espectáculo de teatro construído a partir da ideia de casal. Publicámos um anúncio nos Classificados de vários jornais nacionais, à procura de histórias de casais e ouvimos quem nos quis contar o que aconteceu quando decidiram ficar muito perto de alguém. Convidámos casais para dar opiniões e partilhar experiências, participando no processo criativo. Trocámos fotografias de (des)amor. Procurámos, convidámos e trocámos. Quisemos o encontro para descobrir o que se lhe segue. Esta é mais uma criação da Casear, em que o processo assenta numa documentação longa e em que a mesma é, mais do que em qualquer outro trabalho anterior, parte integrante do espectáculo. Num jogo de (des)mascarmento literal, o casal de actores procura descobrir como se desenrola uma vida a dois, vendo essa vida multiplicada pelas histórias que nos contaram, pelas possibilidades infinitas de uma conversa, um toque, uma pergunta, uma discussão, um olhar, um objecto. Como se, entre dois, vivessem tantos outros e outras. Contas feitas, um + um é = a mais do que dois. 

 

* in Valter Hugo Mãe, no livro O Paraíso são os outros. 

 

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Encenação Sofia Cabrita

Interpretação Ana Sofia Paiva e Nuno Nunes

Concepção Plástica Sara Franqueira

Máscaras Matteo Destro

Desenho de Luz Paulo Santos

Produção Daniela Sampaio, Susana António

Apoio à produção Background

Apoio à Criação Fundação Calouste Gulbenkian

Parceria EKA, Illusive



DURAÇÃO

75 min

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA

 M12

 

CASEAR – CRIAÇÃO DE DOCUMENTOS TEATRAIS é um colectivo de gente de teatro. Juntos, percorremos hoje um caminho que, apesar das distâncias geográficas e metafóricas, nos vai lentamente conduzindo através das nossas suspeitas e vontades e nos vai permitindo experimentar e criar. Com base em Lisboa, estamos entre Portugal, Espanha e Itália e dedicamo-nos à criação de espectáculos de natureza documental: espectáculos criados a partir das experiências da equipa artística numa determinada realidade/lugar/acontecimento. A nossa linguagem assenta nas Máscaras, Marionetas e Gesto e queremos continuar a ganhar espaço de pesquisa e investigação, cruzando estas linguagens, estes e outros países, estas e outras pessoas. Sempre as pessoas. Sempre a necessidade inexplicável de contar as histórias dos outros.

 

 

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.