Programação>Eventos

sonoridade

 

 

ESPECTÁCULO - 'SONORIDADE POÉTICA'

direcção cénica MIGUEL SEABRA

 

TM ITINERÂNCIA - 11 de Novembro de 2018

Espectáculo criado no âmbito do FESTLIP – Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa - RIO DE JANEIRO - BRASIL.
8 a 11 de Novembro 2018

 

Selecção dos textos e dramaturgia Natália Luiza | Direcção Cénica Miguel Seabra

Interpretação Leonardo Miranda (Brasil), Lisa Reis (Cabo Verde), Horácio Guiamba (Moçambique), Suelma Mário (Angola), Susana Vitorino (Portugal), Rossana Prazeres (São Tomé e Príncipe), William Ntchalá (Guiné-Bissau), Carvarino Carvalho (Timor Leste) e Elena Iyanga (Guiné Equatorial)

 

SINOPSE

Espetáculo dirigido por Miguel Seabra e com dramaturgia de Natália Luiza apresenta a diversidade dos poetas lusófonos, as suas culturas e suas sonoridades. Reunirá, pela primeira vez, atores dos nove países com língua oficial portuguesa - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

 

sl 5 elas

 

 

RECITAL DE POESIA - 'ELAS'

com Natália Luiza e Zezé Motta

TM ITINERÂNCIA - 10 de Novembro de 2018

 

Espectáculo criado no âmbito do FESTLIP – Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa - RIO DE JANEIRO - BRASIL.
8 a 11 de Novembro 2018

Selecção dos textos e dramaturgia NATÁLIA LUIZA | Interpretação NATÁLIA LUIZA e ZEZÉ MOTTA

SINOPSE

Duas grandes atrizes, Natália Luiza e Zezé Motta, declamam grandes poetizas da língua portuguesa, convocando vozes diversas de Mulheres de quatro continentes que escreveram ou escrevem na língua portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Este será um percurso por sentimentos, vivências, histórias e outros temas que atravessam a vida de todos os seres humanos e alguns especificamente das mulheres.

 

sl 7 janeiras

 

RUI REBELO & FAMÍLIA

Concerto

Sábado, 6 Janeiro, 15:30
ENTRADA LIVRE

 

Associando-se à FESTA DE REIS - OURO, INCENSO E BIRRA promovida pelo Lisbon Beer District (Marvila), o TEATRO MERIDIONAL desafia o excelentíssimo público para virem CANTAR AS JANEIRAS com o músico Rui Rebelo & Família.

Rui Rebelo (guitarra e voz) e Carla Galvão (voz) - dois artistas colaboradores de longa data do TEATRO MERIDIONAL -
juntamente com Madalena Rebelo (voz) e Afonso de Portugal (guitarra e voz), apresentam um concerto temático onde serão tocadas e cantadas canções alusivas às Janeiras, com espaço para a improvisação e participação do público.

 

A FESTA DE REIS - OURO, INCENSO E BIRRA retoma a tradição quase perdida das Janeiras. Dia 6 de Janeiro, músicos e a comunidade local de Marvila juntam-se numa celebração com fins solidários, onde será possível assistir a mais de 10 actuações que, entre as 14h00 e as 00h00, vão ocupar cafés, galerias e espaços comerciais da zona oriental de Lisboa.

 

Para consultar toda a programação desta FESTA DE REIS - OURO, INCENSO E BIRRA 
https://www.facebook.com/lisbonbeerdistrictmarvila/

Jornada de Reflexão 02

 

Teatro Meridional 25 ANOS

JORNADA DE REFLEXÃO

 

Após um ano de 2017 de intensa actividade programática - com a apresentação de 6 espectáculos do reportório dos últimos 10 anos e uma nova criação - chegou a hora de fazer um balanço destes 25 anos de criatividade ininterrupta, e propor uma reflexão sobre a Arte do Teatro, o trabalho do Actor e as escolhas dos Espectadores.
Para esta Jornada, o Teatro Meridional lançou o desafio a 8 convidados para reflectirem e apresentarem a sua visão exterior sobre o trabalho da Companhia.

Da parte da manhã, Ana Tamen (Encenadora), Carla Chambel (Actriz), Marco Medeiros (Encenador) e Teresa Faria (Actriz e Encenadora), moderados por José Rui Martins, trazem as suas reflexões sobre a construção artística nos projectos do TM. Na perspectiva DE DENTRO PARA FORA, vão comentar a aposta numa política de reportório que alia níveis artísticos elevados à abertura a novos textos literários (in comunicado do Prémio Europa Novas Realidades Teatrais, 2010), a existência de um “código genético”, as dimensões poéticas, metafóricas e políticas convocadas, e discutir o papel do actor no trabalho desenvolvido pelo Teatro Meridional.

Partindo da evidência de que sem espectadores não há obras de teatro, é para o Teatro Meridional importante escutar algumas vozes daqueles que têm acompanhado com atenção a concretização desse mistério, que é, sempre, a criação de um espetáculo de teatro. Da parte da tarde, Clara Silva (Professora), Helena Genésio (Programadora), Luís Filipe Rocha (Realizador) e Natália Vieira (Actriz e Professora), moderados por Miguel Abreu, são convidados a partilhar as suas impressões enquanto espectadores regulares e implicados do Teatro Meridional, numa perspectiva DE FORA PARA DENTRO.

No final dos debates, pelas 17h30, as relatoras Paula Magalhães e Cláudia Galhós farão a síntese das reflexões partilhas ao longo da Jornada.

 

DATA e HORÁRIO

3 de Março, 2018 | 10:30 - 18:30

 

LOCAL

Fábrica do Braço de Prata

R. Fábrica de Material de Guerra 1, Poço do Bispo, Marvila 1950-128 Lisboa

GPS: 38.7433703 / -9.1006499

www.bracodeprata.com

Autocarros: 728, 718, 755, 781

 

CONFIRMAÇÃO

Agradecemos a confirmação da vossa presença neste evento para o e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

*Almoço na Fábrica do Braço de Prata sujeito a reserva antecipada. Pagamento no local. Info e Reservas 91 999 12 13

 

 

Lançamento de Livro | Leituras

Dia 28 de Outubro às 18:00

(Sessão aberta ao público geral)

 

Nelson-Boggio-UM-VORTICE 978-989-8828-14-9 perspect

UM VÓRTICE

de Nelson Boggio

Apresentação de Armando Nascimento Rosa e Rui Pina Coelho.
Leitura de textos por Mónica Garnel e Nelson Boggio.

 


UM VÓRTICE 

Nelson Boggio, um dos mais promissores jovens encenadores-dramaturgos portugueses, apresenta-nos nesta peça um imaginativo jogo teatral. Em “Um Vórtice”, temos duas Figuras, ELE e ELA. ELE é um encenador e escritor, inválido, paralisado da cintura para baixo. ELA, sua mulher, é actriz e também escritora.
Todo o texto é uma fina rede onde se entretecem pedaços da realidade e da ficção teatral, em subtis jogos de indefinição, com grande tensão verbal e física. O leitor/espectador é obrigado a manter-se em permanente dúvida e na expectativa do desenlace…
O texto já foi objecto de montagem, em 2010, na Casa Conveniente, em Lisboa, com encenação do próprio Nelson Boggio, assistido por Mónica Garnel, constituindo também estes o elenco do espectáculo.

 

NELSON BOGGIO

Nasceu em Proença-a-Nova a 16 de Junho de 1980.
A sua primeira peça de teatro surgiu no Porto: Muros por Volta dos 17 Anos de Idade. A partir daí foi escrevendo e encenando as suas peças, de que se destacam: As Questões Inerentes e Pianos.
Peças ainda não publicadas ou estreadas: Fábrica do Vidro, Um Funeral atribulado, O Prodígio, A Morte de Um Assassino, Labirinto, Vértice e O Veículo do Diabo.

 

http://companhiadasilhas.pt/books/vortice/

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.
Ao subscrever a newsletter do Teatro Meridional, está a dar-nos permissão para o tratamento dos seus dados de acordo com o Regulamento Geral da Proteção de Dados. A AMC garante que os dados se destinam exclusivamente para a divulgação e promoção da sua actividade e programação. Para mais informação sobre a nossa política de privacidade, carregue aqui